04 julho 2005

INOVA na parada do Rio e em Brasilia

Como muitos já tevem ter lido a Irina, Presidente da INOVA participou ativamente dos eventos da parada do rogulho GLTTB no Rio de Janeiro no final de semana de 25 e 26 de junho, eis aqui uma parte de seu relato, esperoque todos percebem em suas palavras a emoção de uma missão,que a nosso ver, ele desempenhou maravilhosamente. Seique a notícia está um pouquinho atrasada, mas é que estavamos envolvidos nos preparos do seminário: Mas veja o emocionante relato da Irina:
"Pessoal,Na última sexta-feira segui viagem rumo ao arco-íris, saímos de sp, eu e a Carina, para o Rio de Janeiro para participarmos da PARADA de lá e fazermos uma oficina sobre famílias homoafetivas organizada pela nossa amiga Eliana com o pessoal do Grupo Arco Iris",... "já na sexta feira á noite participamos da entrega de prêmio de direitos humanos a vários homenageados e pessoas engajadas no meio GLTTB e desde então, a emoção nos tomou conta, a cada um que subia no palco uma história de respeito e amor ao movimento homossexual brasileito era contata e principalmente, respeito por nós. Ainda me lembro de quando subiu ao palco a atrizRegina Braga para receber o prêmio pela sua atuação na peça "Um porto para Elizabeth Bishop", a emoção dela comoveu a todos e não seria diferente comigo, tivemos o privilégio dela ainda encenar um trecho da peça no palco...foi ótimo!
Lembro-me tambem do secretário do ministério da cultura, o ator Sérgio Mamberti que muito vem fazendo pelo MHB" ...
"Por fim, quando pensávamos que nossa noite tinha acabado e íamos embora dormir, a Eliana e a Cila do Grupo ARCO IRIS, nos convenceram a ir fazer divulgação da PARADA numa boate gay que elas sempre vão fazer prevenção e mesmo com todos os motivos para dizer não, pois estavámos mortas , aceitamos e vivemos "emoções"fortissimas, indo ao subúrbio do Rio, um lugar q sechama Poça Seca (salvo engano), perto de jacarepaguá," ...."Chegamos ao tal lugar, uma mega casa, enorme, com mais de 4 ambientes, música ao vivo, karaôke, bate estaca e show de drag, tudo num só lugar...bem legal, chama 1040. Lá, o mundo é bem diferente daqui, engraçado isso, a noite GLS em SP é totalmente diferente" ..."ficamos num lugar onde havia música ao vivo, onde a maioria eram mulheres e o pessoal nos cumprimentava como se nos conhecessem há anos, diferencial positivo do carioca," ..."enfim,chegamos no hotel e desmaiamos"..."logo no ínício da tarde, passamos na casa da Priscila, outra militante de mão cheia, e fomos para a oficina, no Museu da República ...conversamos muito, antes de começar a oficina ...e conhecemos algumas de suas amigas da LELIST...fomos a oficina e tiveuma grata surpresa, pois na mesma hora estavam ocorrendo tantas outras, com várias pessoas do movimento, como o Beto de Jesus , o Lula Ramirez, o próprio pessoal do GAI e a nossa sala estava cheia e a Eliana, foi supercuidadosa em arrumar a sala e preparar um café para depois. A oficina foi bem legal, bastante extensa, pq a demanda de perguntas e participações foi bem grande, discutimos muito sobre família, casamento, parceria civil, união estável, adoção, filhos, guarda...lá estavam a Fernanda Carvalho e a sua mulher, Gabi, da lista Familias Alternativas, o Alberto desta lista tambem, q, que muito colaborou com nossadiscussão, enfim...e outras tantas pessoas que lá estavam e trocaram muitas informações conosco, perguntaram da INOVA, da lista de discussão da FALT...enfim, foram mais de 2 horas de oficina e ainda depois do término ficamos por lá, falando, falando e falando, e segundo a Eliana o evento foi um sucesso e o pessoal do GAI que lá estava e acompanhou, ficou bastante satisfeito. ...No domingo, acordamos cedo...já deixamos tudo pronto ef omos a PARADA, lá chegando logo encontramos a Xandra, também da lista Familias Alternativas, com seus lindos filhos, uma menina de 11 anos e um garoto de 8 anos, lindos, super apegados a ela ...subimos no carro da união civil, onde todos os paulistas estavam, nós, Beto, o Lula, a Bárbara, os meninos de Curitiba, de Minas...fizemos uma baita folia das 13hs até as 20hs em cima do carro, pulamos muito, dançamos demais...vimos a orla de copacabana encher de gente, dá-se conta que tinha de 800mil a 1 milhão de pessoas e de lá fui para o aeroporto esperar o vôo para Brasilia " ....
Mas isto fica para outro post...