06 julho 2005

Seminário, diversas opiniões...

Recebemos várias mensagens falando sobre o Seminário do ultimo dia 2 de julho, veja algumas opiniões...

"PESSOAL, quem não foi ontem (2 de julho) à Biblioteca Mario de Andrade, em Sampa, não sabe o que perdeu. Foi um sucesso o Seminário Homoafetividade e Homoparentalidade, promovido pelo INOVA, em parceria com o grupo Corsa e GPH.
Foi tão bom que estourou o tempo, em cada uma das mesas....
... SUCESSO ABSOLUTO!
Parabéns, aos que trabalharam duro no Seminário, saiu tudo "comme il faût".... deixou, isto sim, um gostinho de "quero mais". Mais tempo, porque o que eu vi daria um Congresso, para uns dois ou três dias! E olhe que não vi tudo!
Pena perder a festa de aniversário do Corsa, que seria no final....
Beijos no coração de cada um.
M. R."

"...estou escrevendo para parabenizar o pessoal que organizou o seminário (e ajudar a fazer inveja em quem não foi! Hehehe). Não consegui ficar até o final, mas a parte que acompanhei (antes do almoço) foi impressionante: o bloco dos pais foi lindo (choramos eu e o G. ouvindo a Edith, maravilhosa), depois a palestra do Fernando Teixeira foi muito interessante (suscitou altas conversas com meu companheiro) e o Beto de Jesus, também muito gracinha, colocou algumas questões bem legais. Quero mais. Definitivamente...
Parabéns aos organizadores!
T."

"Pela primeira vez em anos de militância presenciei algo que realmente valeu a pena. Uma nova esperança nasceu. Depois de 5 anos de militância, pela primeira vez conversei com pais e mães de homossexuais de uma forma muito emocionante. Sai muito tocado dessas conversas.
Foi bom também para perceber que para um relacionamento se manter bom é preciso referencias, muita percepção, sensibilidade e atenção. Estou super feliz com esse seminário e ficou aquele gostinho de quero mais.
Super parabéns!!! Beijos a todos e a todas!!!
A. T."

".... pena eu ter perdido o inicio... mas acho que foi coisa de destino... ia chorar muito... cheguei no no finalzinho da apresentação das mães... e chorei pacas... estou muito sensivel... a situação com minha mãe esta muito delicada... uma boa parte de meus referenciais estão todos destruidos.
A."

"Olá pessoal! ...gostaria de parabenizá-los pelo seminário maravilhoso que vocês organizaram neste sábado aqui em SP. Foi demais!!!!!!!!
Meu nome é M. sou uma Assistente Social que acabou de sair do forno, ou seja acabei de me formar. Me interesso muito pelas questões referentes aos homossexuais tanto que desenvolvi uma pesquisa sobre famílias homoafetivas e o seu espaço na sociedade para o meu trabalho de conclusão de curso na faculdade.....
M."

"Antes de mais nada, gostaria de acrescentar que concordo com o A.: simplesmente ADOREI as palestras. Os temas abordados, os depoimentos, foram excelentes. Adorei também o fato de ter revisto algumas caras conhecidas e conhecer outras. Como a Maria Rita mesmo me disse: é muito bom dar um rosto às palavras que aqui são escritas.
Edith, ressalto novamente: adorei sua palestra. Os depoimentos foram ótimos. Passei a ter um visão diferente da que eu tinha. Mudei algumas opiniões e, provavelmente, terei mais paciência com a família e amigos daqui em diante. É interessante perceber, e muito bom saber, que todos passamos por fatos semelhantes. Percebi a dificuldade dos pais presentes. Se assumir não é apenas um fato restrito ao homossexual. É importante que a questão dos pais também deva ser tratada com mais atenção.
O Fernando, bem como o Beto de Jesus, também foram excelentes. Lamento, também, que todas as apresentações tenham sido muito corridas. Já havia comentado isso com o Fabio no sábado. Com os temas apresentados, daria para fazer uma semana de palestras, e, quem sabe, esta não é uma idéia a ser trabalhada. Cheguei a comentar com outros amigos da palestra, bem como dos temas, das conclusões apresentadas. E estes já me pediram para deixá-los informados dos próximos eventos!
A apresentação da Irina também me interessou muito. Acredito que existam conceitos inúmeros à serem revistos. Tal apresentação, com mais tempo, certamente será tema para um excelente debate. Não apenas a família, o conceito de família, das mudanças e tudo mais. Admito que o conceito alemão (apresentado) seja muito mais amplo, porém, é importante que se passe a discutir as mudanças. Discutir, conscientizar e 'brigar' pelas mudanças.
Bom, já falei demais. Peço desculpas por isso. Mas quem esteve presente talvez sinta a mesma empolgação que me percorre agora. Aliás, acabei não pegando meu Certificado!!!
C."

"Aliás, no sábado, foi uma das outras advogadas aqui do escritório (tb homo). Ela adorou as palestras, e me pediu para parabenizar à todos! Ela tem se dedicado às relações homoafetivas aqui no escritório, além de artigos, palestras e tudo mais. Porém, como ela mesma disse, a questão dos pais realmente tem sido deixada de lado.
E é como vc disse, Edith: eles tb tem dificuldade de 'sair do armário'. Grande trabalho que vc vem fazendo. Parabéns!
Beijos, C."