30 setembro 2005

"Governator" confirma veto

Como já era previsto o "governator" da California, Arnold Schwarzenegger, vetou a lei que pretendia conceder o direito do casamento aos casais homossexuais, para justificar o veto ele repetiu o mantra de que este assunto deve ser decidido ou pelos eleitores atráves de um plebiscito ou atra´ves do judiciário.

"Esta emenda estadual acrescentaria confusão a uma questão institucional, Se o banimento do casamento homossexual é inconstitucional a lei não é necessária. Se a proposta de banimento for constitucional, a lei não tem validade" declarou Schwarzenegger referindo-se a proposta de alguns grupos homofóbicos de incluir na constituição americana uma clausula banindo o casamento homossexual em todo o país.

A lei da California,que já tinha sido aprovada pela Assembleia e pelo Senado Estaduais fou um marco, já que foi a primeira lei deste tipo a ser aprovado pelo legislativo de um estado
" O governador perdeu a chance de se tornar um herói e um verdadeiro lider" declarou Kate Kendell diretora executiva do "National Center for Lesbian Rights".
Em março passado uma corte de São Francisco aprovou um lei a favor do casamento homossexual, mas houveum recuros na suprema corte, que demorará alguns anos para ter seu veredito final. "Então, quando a corte da California corroborar o que a Assembleia e o Senado estaduais já fizeram, nós não nos esqueceremos das palavras do Governador" declarou Patrick Guerriero, um dos líderes pelos direitos dos homossexuals

Enquanto isto, dois grupo de conservadores estão colhendo assinaturas para banir o casamento gay da constituição da California e até mesmo a possibilidade de anular a legislação de parceria domestica já existente.

A ironia de tudo isto é que a cidade mais GAY do mundo, São Francisco, fica na califórnia...

(informações extraídas do site PlanetOut, para ler a noticia completa clique no titulo deste post)